Como fazer o imposto de renda? Confira o passo a passo

É interessante ver como fazer o imposto de renda se tornou um pesadelo para os brasileiros. Envolvida por diversas burocracias, esta declaração acaba gerando várias dores de cabeça para o brasileiro. Porém, é importante focar nos detalhes para que você não tenha problemas no futuro!

O primeiro passo é baixar o programa da Receita Federal. Por meio dele, você poderá preencher todas as informações de forma prática. É muito importante não ocultar e nem inventar nada na hora de detalhar a própria situação.

Iniciando o processo

Antes de qualquer ação, separe todos os documentos dos quais pode precisar. Todos os informes de rendimento, seja de onde for a origem, precisam estar reunidos. Desta forma, você vai evitar qualquer problema em relação a valores não declarados. É importante não se livrar de nenhum comprovante durante o ano avaliado. Depois, basta selecionar a opção “Declaração”. A retificação só serve para quem quer reparar dados de uma declaração já feita.

Para fazer um cadastro, disponibilize o endereço e o número do CPF. A ocupação, o número do título eleitoral e o recibo da declaração de imposto de renda anterior também serão requisitados.

Como fazer o imposto de renda: detalhe tudo!

Na hora de montar o documento, coloque todas as fontes pagadoras, incluindo o nome das instituições. Desta forma, não há possibilidade de uma análise governamental apontar irregularidades. Isso envolve tudo: desde os rendimentos de um imóvel até o recebimento de pensão, salários, ações na bolsa, investimentos e outras rendas.

Na ficha “Rendimentos tributáveis recebidos de PJ pelo Titular”, todos os detalhes devem estar disponibilizados (pagadores e valores). Os informes da sua empresa e do banco também serão necessários. Há uma ficha específica para informar ganhos não tributáveis, como bolsas de estudo e ganhos com a caderneta de poupança. Na seção “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva”, é importante detalhar todos os rendimentos com aplicações financeiras, participação nos lucros e resultados.

Bens e direitos

As aplicações financeiras, saldo em conta corrente e bens como imóveis e veículos devem ser informados na ficha de bens e direitos. Há outra seção destinada a gastos dedutíveis, chamada “Pagamentos efetuados”. Nela, você acrescenta investimentos como em escolas ou planos de saúde, por exemplo. Não se esqueça de detalhar os dados das instituições.

Em como fazer o imposto de renda, é muito importante detalhar qualquer anormalidade em sua situação. Pagamento de pensões, presença de dependentes, imóveis alugados, ganhos com CNPJ próprio e a presença de doações ou repasses. Qualquer detalhe pode deixar a sua situação irregular, o que gera ainda mais problemas na sequência de sua negociação com o fisco.

Benefícios do programa

Colocando todas estas informações, o próximo passo é a verificação de pendências, onde o programa vai indicar se estão faltando dados importantes. Escolha o modelo de tributação mais conveniente. A própria Receita Federal vai apontar se é melhor declarar por deduções legais, desconto simplificado ou chamada completa. Forneça os dados bancários em caso de restituição ou parcele os débitos caso ainda seja necessário o pagamento de débitos.

Fechando todas estas etapas, basta clicar em “Fechar declaração”. Desta forma, o documento ficará salvo em seu perfil. Depois, basta selecionar o documento redigido e finalizar o processo. Saber como fazer o imposto de renda deixará a sua vida muito mais simples!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: